sexta-feira, 20 de novembro de 2009

SAIBA MAIS SOBRE O ATOR VALTER SANTOS

Cidadão Brasileiro, na TV Record
Exibição: de 13 de março de 2006 a 20 de novembro de 2006
Horário: 20h30/21h20/22 horas
Emissora: Record
Autor: Lauro César Muniz
Direção: Flávio Colatrello Jr., Fábio Junqueira, João Camargo, Ivan Zettel e Henrique Martins
Sinopse
A novela conta a trajetória de um homem, Antônio Maciel, da juventude nos anos 50 até a velhice, no início do século XXI, com seus amores, suas lutas, vitórias e derrotas, acertos e erros, conquistas e traições.

História
A ação se desenvolve de 1955 até 2006 contando a história de ANTÔNIO MACIEL. Nascido em 1928, é ele o personagem central, um self-made-man em sua difícil trajetória de ascensão social, com suas conquistas e fracassos profissionais e com seus conflitos amorosos, envolvendo duas mulheres de temperamentos e níveis sociais opostos.
A trama se divide nas três fases de sua vida: Fase 1 - Ascensão. (1955 a 1958) - Fase 2 - Sucesso, Poder, lutas, traições. (1968 a 2000) - Fase 3 - Queda e volta às origens. (Epílogo, 2006).

Fonte:

http://mdemulher.abril.com.br/tv-novelas-famosos/reportagem/novelas/cidadao-brasileiro-421347.shtml

http://www.falhadeles.com.br/cidadaobrasileiro.htm

Dublador de “Cavaleiros do Zodíaco” em novela da Record

09/06/2006


O ator Valter Santos dublador dos personagens Kamus de Aquário e Jamian de Corvo de “Os Cavaleiros do Zodíaco” está no ar de segunda á sábado na novela “Cidadão Brasileiro” da Rede Record.

Santos vive o personagem Décio Leão, o delegado da cidade fictícia da trama paulista. É conhecido como Dr. Leão. Faz tudo que o vilão Atílio manda, sendo muito útil para descobrir tudo que este deseja saber. O dublador de mais de 40 anos viveu outros personagens importantes em animes, como o Dubao de “Street Fighter II V” e o Asa Prateada de “Shaman King”.

Fonte: http://www2.uol.com.br/ohayo/v2.0/dublagem/noticias/jun09_valter.shtml

Record Inicia a Produção de Cidadão Brasileiro


Na última segunda-feira, 09/01, todo o elenco da novela Cidadão Brasileiro se reuniu nos estúdios de novelas da Record, em São Paulo, com o autor Lauro César Muniz, o diretor Flávio Colatrello e toda a equipe técnica e de produção, para uma primeira apresentação da trama.
Muita emoção tomou conta do ambiente, onde vários amigos estavam reunidos em uma roda, assim como nas primeiras leituras no teatro. Essa prática é comum na emissora antes do início de cada telenovela.
Também participaram da reunião o presidente da Record, Alexandre Raposo, e o diretor de teledramaturgia, Hiran Silveira.

Fonte: Record Imprensa – Data: 11/01/2006
http://www.siteessasmulheres.xpg.com.br/news02.htm

Nessa semana já estão sendo feitas as primeiras provas de figurino e caracterização da produção. Todos estão muito animados e ansiosos para começar os trabalhos.
No elenco estão: Lucélia Santos, Gabriel Braga Nunes, Benvindo Siqueira, Floriano Peixoto, José Dumont, Karina Bacchi, Taumaturgo Ferreira, Carla Regina, Leonardo Brício, Milhen Cortaz, Léa Garcia, Barbara Bruno, Valter Santos, Gilbert Stein, Maite Piragibe, Rubens Caribe, André Valli, Petronio Gontijo, Tuca Andrada, Cleide Yáconis, Cecil Thiré, Kito Junqueira, Fernanda Muniz, Paloma Duarte, Bruno Ferrari, Sonia Guedes, Etti Fraser, Monica Carvalho, Gracindo Junior, Tiago Chagas, Francisca Queiroz, Miriam Freeland, Ivan de Almeida, Xando Graça, Luiza Thomé, Suzana Alves, Mario Cesar Camargo, Luiza Curvo, Vanessa Goulart, Camila Guebur e Adriana Londoño.

Fonte: Record Imprensa Data: 17/01/2006
http://www.siteessasmulheres.xpg.com.br/news02.htm


Suzana Alves (na foto, com Gilbert, Etty Fraser e Walter Santos), foi apresentada oficialmente com a equipe da novela Cidadão Brasileiro na Record. · As gravações da novela começam na próxima segunda-feira, em Bragança Paulista.

Data: 12/01/2006

Fonte: http://opovo.uol.com.br/opovo/colunas/canal1/554946.html






















Para assistir outros vídeos de Valter Santos acesse o endereço:

http://www.youtube.com/user/valterbs2


**************************

Amor e Ódio
Ano:
2001
Emissora: Sbt
Autores: Ecila Pedroso, Inés Rodena, Henrique Zambelli
Diretor: Jacques Lagôa, Henrique Martins, Antonino Seabra
País: Brasil

Amor e ódio é uma telenovela brasileira exibida pelo SBT entre 10 de dezembro de 2001 e 16 de abril de 2002, às 20h15. Baseada no texto original mexicano de Inés Rodena, foi adaptada por Henrique Zambelli, com supervisão de texto de Ecila Pedroso. Foi dirigida por Antonino Seabra, Jacques Lagoa e Henrique Martins. Teve 110 capítulos.

Valter interpretou Ezequiel, funcionário da fazenda, assassinado por Macário.

Fonte: http://www.letrasdenovelas.com/elenco/amor-e-odio
http://dicionario.sensagent.com/amor+e+%C3%B3dio/pt-pt/

**************************

Roda da Vida

Walter Santos grava cenas de Roda da Vida
O elenco de Roda da Vida (Record) é reforçado com a participação especial de Walter Santos.

O ator, que gravou sua primeira cena ontem, interpreta o delegado da Delegacia de Entorpecentes que persegue o traficante Rafa.

Notícia publicada em 15/07/2001 às 13:14
Fonte: http://babado.ig.com.br/materias/032001-032500/32036/32036_1.html



**************************

Marcas da Paixão

Na novela Marcas da Paixão da Rede Record, Valter interpretou Valtinho.







**************************

Mandacaru


Mandacaru é uma telenovela brasileira exibida na extinta Rede Manchete de 12 de agosto de 1997 a 8 de agosto de 1998, no horário das 21:30 horas.

A novela, livremente inspirada no romance "Dente de Ouro" de Menotti Del Picchia, teve direção geral Walter Avancini, foi inicialmente escrita por Carlos Alberto Ratton, substituído posteriormente pela equipe liderada por Calixto de Inhamuns e Douglas Salgado, e com as colaborações de Gregório Bacic, Clóvis Levy, Zeno Wilde, Tairone Feitosa e Yoya Wursch.

A Rede Bandeirantes comprou os direitos da novela, e reapresentou a mesma entre 9 de janeiro e 10 de novembro de 2006, reduzindo a novela de 259 para 218 capítulos.

Valter Santos representou Avelós.

Fonte: http://www.tiosam.com/?q=Mandacaru

*************************


O fim do Mundo
Ficha técnica
Nome: O Fim do Mundo
Ano: 1996
Emissora: Globo
Horário: 20h
Autor: Dias Gomes
Diretor: Paulo Ubiratan e Gonzaga Blota
País: Brasil

O Fim do Mundo foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 6 de maio e 15 de junho de 1996. Foi escrita por Dias Gomes e colaboração de Ferreira Gullar. Teve direção de Paulo Ubiratan e Gonzaga Blota, e direção de núcleo de Paulo Ubiratan. Foi exibida num total de 35 capítulos. Teve sua reprise somente para Brasília no horário político no ano de 2000, sendo que Brasília é uma cidade única e não possui governo municipal.

Valter Santos interpreta Juvenal.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Fim_do_Mundo
http://www.letrasdenovelas.com/elenco/o-fim-do-mundo

**************************

74.5 Uma Onda no Ar

Uma Onda no Ar é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela extinta Rede Manchete de 11 de abril a 22 de outubro de 1994. Escrita por Chico de Assis com direção geral do ator e diretor Cecil Thiré.

Enredo

Em Pedra da Lua, uma paradisíaca cidade a beira-mar, o jornalista Álvaro mantém a rádio 74.5 no ar, irradiando esperança, humor e alto astral. O ponto de partida é a chegada de Luiza, a sobrinha do radialista, que volta após sofrer forte decepção no casamento com Caíque, Recomeçando uma nova vida, a jovem se apaixona por Miguel, um ex-namorado que mora num barco e vive a levar turistas para passear

Walter Santos interpreta Stallone.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/74.5_-_Uma_Onda_no_Ar


**************************

A leoa

Na novela transmitida pelo SBT, Valter interpretava Jaime, um detetive da Polícia.





**************************


A Viagem


4/ 9/ 1972 - São Paulo/SP

Teatro Ruth Escobar

Adaptação -
Carlos Queiroz Telles
Autoria - Luís de Camões
Cenografia - Helio Eichbauer
Premiação: Prêmio Molière
Coreografia - Marilena Ansaldi
Premiação: Prêmio - melhor coreografia
Direção - Celso Nunes
Direção (assistente) - Francisco Medeiros e José Carlos de Andrade

Valter Santos
Personagem: Adamastor; Monçaide

Histórico
Montagem baseada na epopéia Os Lusíadas, de Luís de Camões, adaptada por Carlos Queiroz Telles num ousado empreendimento de Ruth Escobar, com encenação de Celso Nunes.
A produção aproveita o fato de o interior do Teatro Ruth Escobar estar destruído em consequência da cenografia criada para a encenação de O Balcão, de Jean Genet, direção do argentino Victor García, em 1969, para propor uma nova e inusitada montagem, ligada às comemorações do sesquicentenário da independência do Brasil.
Carlos Queiroz Telles realiza uma primeira roteirização do poema de Luís de Camões que é testada durante um curto período de ensaios, a partir do qual é elaborada a forma final das cenas, que integram, em íntima conexão, soluções coreográficas e cenográficas, além da contribuição dos atores. A ambientação cênica criada por Helio Eichbauer mostra grande poder simbólico: no porão está localizada a partida das naus, recriando uma Lisboa habitada por jograis e saltimbancos medievais misturados às figuras renascentistas do cortejo de Vasco da Gama. Nos espaços intermediários surgem o Velho do Restelo, os episódios do Cabo da Boa Esperança, Melinde, Mombaça, Calecut, enquanto em trapézios altíssimos aparecem os deuses e deusas do Olimpo.
As cenas de batalhas de conquista sobre os nativos são marcantes: os soldados, munidos de metralhadoras, comportam-se como máquinas de guerra, repetindo frases como "rompe-corta-arrasa-talha". A chegada à Índia desvenda um inesperado ambiente, multicolorido e habitado por seres andróginos, criando um clima nirvânico: uma Índia totalmente imaginária, sensual e mística, projeção de sonho de uma civilização cristã cujos estreitos horizontes começam a se alargar. Ao final de sua aventura, Vasco da Gama é aprisionado por Vênus num globo metálico - reprodução tridimensional da ilustração de Da Vinci para a escala estabelecida por Vitrúvio - içado para o espaço infinito.
A crítica Ilka Marinho Zanotto escreve um longo comentário sobre a encenação, publicado no Brasil e na revista nova-iorquina The Drama Review: "O elogio máximo que se pode fazer ao espetáculo é dizer que ele consegue transpor de modo admirável a maior concepção literária da língua portuguesa, sem traí-la; a partir de uma visão crítica contemporânea, que resulta de uma leitura aguçadíssima do próprio texto camoniano, ele recria o complexo universo renascentista através da interação em proporções áureas do texto, interpretações, cores, luzes, espaços cênicos, sons e ritmos; elementos que confluem para a síntese harmônica de um movimento extraordinariamente amplo e majestoso que perpassa o todo e a tudo envolve como uma grande sinfonia".

Fonte: http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_teatro/index.cfm?fuseaction=espetaculos_biografia&cd_verbete=469&cd_item=29

3 comentários:

  1. Olá, Valter!
    Faz um tempo que venho procurando pelo seu blog, pois gostaria muito de mostrar um desenho que fiz de vc , solicitado pelo Daniel.
    Hj esse desenho está no Cine São José, juntamente com alguns outros de personagens do filme "O menino da porteira". Deixo abaixo o link para que possa vê-lo. ( http://www.valeriafernand.deviantart.com/gallery/#/d1wb9y7 )

    Te desejo felicidades e muita saúde!!
    Valéria Fernandez

    ResponderExcluir
  2. ola Valter, minha mae é sua fã e gostaria de conhecer vc pessoalmente, como que ela faz ?
    ela manda beijos , ;*


    o msn dela, qualquer coisa >> rose_carreteira@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Valter, sou eu Licia, caramba são quase 40 anos que nos conhecemos, da e'poca da Torre em Concurso no Glaucio Gil. Meu querido me envia uma forma de entrar em contato, pois estou tentando diversas mas não tenho sido feliz. licia-castello@uol.com.br

    ResponderExcluir